Piramidal.net

Tudo o que você sempre quis saber sobre pirâmides.

  • Pirâmide de cobre C130

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de cobre C150

    Pirâmide de cobre C150

  • Pirâmide de alumínio A130

    Pirâmide de alumínio A130

  • Incenso japones aroma orvalho

    Incenso japones aroma orvalho

  • Incenso japones aroma jasmim

    Incenso japones aroma jasmim

  • Pirâmide de latão fechada

    Pirâmide de latão fechada

  • Fórum sobre jejum, alimentação prânica (viver de luz) e temas relacionados

Archive for the ‘Construções Antigas’ Category

Construções Antigas

Templo egípcio de 4200 anos tem obras de artes esplendorosas e bem preservadas

Posted by luxcuritiba em julho 8, 2016

piramidal.net | lojapiramidal.com

Templo egípcio de 4200 anos tem obras de artes esplendorosas e bem preservadas 1

compartilhar

por Damaris de Angelo

Os templos antigos são famosos pelo esplendor visual e relevância histórica que carregam. O Templo de Hathor, construído em torno de 2250 aC não fugiria a regra. Com obras que preenchem todo o edifício, o interior do complexo se encontra muito bem conservado e, apesar de ser um velhinho de milhares de anos de idade, ele é tido como templo principal do complexo Dendera Temple, conhecido como um dos locais mais bem preservados de todo Egito.

Templo egípcio de 4200 anos tem obras de artes esplendorosas e bem preservadas 2

De frente para o Nilo, a estética do local é clássica egípcia, com exemplos de obras ptolomaicas, incluindo representações de Cleópatra e seu filho. O templo foi construído para adorar a deusa egípcia Hathor, que era a personificação do amor feminino, cura e maternidade. Colunas imponentes foram esculpidas para suportar a face da deusa que é complementada com chifres de vaca.

Templo egípcio de 4200 anos tem obras de artes esplendorosas e bem preservadas 3

Recentemente, os trabalhadores removeram toda a fuligem preta acumulada em centenas de anos no teto do templo. A restauração possibilitou uma vista espetacular pela pintura cuidadosamente revelada. Decorado com um mapa astrológico bastante completo dos céus e os signos do zodíaco, o teto oferece uma nova fonte de estudos e uma cena encantadora para visitar.

Templo egípcio de 4200 anos tem obras de artes esplendorosas e bem preservadas 4

Templo egípcio de 4200 anos tem obras de artes esplendorosas e bem preservadas 5

Templo egípcio de 4200 anos tem obras de artes esplendorosas e bem preservadas 6

Templo egípcio de 4200 anos tem obras de artes esplendorosas e bem preservadas 7

http://www.ideafixa.com

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Posted in Construções Antigas | Leave a Comment »

Imagens proibidas do interior das tumbas de Vale dos Reis

Posted by luxcuritiba em julho 6, 2016

piramidal.net | lojapiramidal.com

compartilhar

Imagens proibidas do interior das tumbas de Vale dos Reis 2

Teve de trocar 100 emails para conseguir fotografar o Vale dos Reis, a pérola do Antigo Egito. Jakob Kyncl viajou pelo mundo inteiro, mas foi o Egito que o conquistou: “Não há nada como isto”.

Cem e-mails e seis semanas depois, o jornalista Jakub Kyncl conseguiu entrar nas zonas proibidas do Vale dos Reis, no Egito, onde estão enterrados alguns dos faraós e governantes mais poderosos do Império Novo. Teve de falar com “a pessoa certa”, dar bons argumentos para querer fotografar um sítio que os turistas só podem guardar na memória, explicar ao pormenor como iria decorrer todo o trabalho.

reis 2

O fotógrafo residente na República Checa já tinha viajado um pouco por todo o mundo: é a vantagem de viver “mesmo no coração da Europa”, como ele descreve Praga no seu website. Tem no portfólio passagens pela Lituânia, pelos Emirados Árabes Unidos, Belize e até Portugal, a quem chamou de “precioso”. Só no Egito – o “monumental”, adjetivou ele – esteve dez vezes. “E o Vale dos Reis tornou-se o ex libris no Egito quando passei lá há dez anos”, explicou ao Observador. Fotografou a zona este de Luxor, apaixonou-se e decidiu continuar por ali, mas desta vez do outro lado do Nilo.

reis 3

Dentro do Vale dos Reis, Jakub Kyncl sentiu-se como “um rapazinho que acabou de receber a primeira bicicleta”. Queria sorver todas as sensações e todas as informações possíveis no escasso tempo que tinha, por isso voltou várias vezes aos mesmos sítios para se certificar que as imagens estavam a ficar tal como as tinha projetado. No túmulo de Ay, mais afastado dos outros, esteve sozinho apenas com o guia durante mais de uma hora. “Falem-me sobre uma super-experiência privada – é esta!”, contou-nos o jornalista entusiasmado.

reis 4

Ver um homem – o único, aliás – a fotografar alguns dos monumentos mais belos do mundo não agradou a todos. Os turistas não podem captar imagens do local, tornando muito raras as fotos ilustrativas do Vale dos Reis. Num dos dias de trabalho, um advogado que passeava por ali começou a gritar para Jakub Kyncl, achando que ele tinha pago aos guardas para o deixarem fotografar. Quem explicou ao homem, sempre mais cético, e à sua mulher, que aquele era um projeto para “divulgar pelo mundo a beleza do Egito” foi Medhat Ramedan Hafez, um egiptólogo.

reis 5

Mais tarde, Jakub Kyncl voltou a cruzar-se com o turista, que lhe sorriu, bateu nas costas e pediu desculpa. “Às vezes, acho que o melhor que temos a fazer é apenas escolher o comportamento certo”, escreve o fotógrafo.

reis 6

reis 7

reis 8

reis 9

Site do Jakub: www.jakubkyncl.com

http://observador.pt

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Posted in Construções Antigas | 2 Comments »

Menino de 15 anos testa teoria própria e descobre cidade maia

Posted by luxcuritiba em maio 11, 2016

piramidal.net | lojapiramidal.com

Menino de 15 anos testa teoria própria e descobre cidade maia 1.1

compartilhar

O canadense William Gadoury, de 15 anos, pode ter feito história ao descobrir uma cidade maia até então desconhecida a partir da observação das estrelas e com a ajuda do Google Maps.

Segundo o Journal de Montréal, o morador da província de Quebec (Canadá) estudou 22 constelações, reproduziu todas elas em um mapa e, ao analisá-lo, percebeu que elas correspondiam às coordenadas geográficas de 117 cidades maias espalhadas pelo México, Guatemala, Honduras e El Salvador.

Ao aplicar sua teoria a uma 23º constelação, sempre usando dados da Agência Espacial Canadense, e checar a localização no Google Maps, William encontrou vestígios de uma nova cidade na Península de Iucatã, no México.

“Eu não entendia porque os maias construíram suas cidades longe dos rios, em terras marginais e nas montanhas. Eles tinham outra razão. Como eles adoravam as estrelas, tive a ideia de verificar minha hipótese”, conta William ao jornal Positivr. “Fiquei realmente surpreso e animado quando percebi que a posição das estrelas estava combinando com as maiores cidades maias”.

A descoberta do menino é única porque, em todos esses anos, nenhum cientista relacionou as constelações à localização de regiões maias.

Menino de 15 anos testa teoria própria e descobre cidade maia 2

Especialistas acreditam que os 30 pequenos prédios e a pirâmide de 86 metros de altura sejam parte da quarta maior cidade maia, com 80 e 120 km², e já foi batizada pelo estudante como “K’aak Chi” (Boca de Fogo).

Agora, uma expedição está sendo organizada para chegar até a região, que é de difícil acesso. William, que ganhou uma medalha da Agência Espacial Canadense, deseja ver a descoberta, feita de dentro de seu quarto, com os próprios olhos. “Seria a culminação de meus três anos de trabalho e o sonho da minha vida”, define o menino, que começou a se interessar pela civilização antiga após as previsões de que o mundo acabaria em 2012.

No ano que vem, o jovem virá ao Brasil para participar de uma feira de ciências internacional.

http://www.redetv.uol.com.br

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Posted in Construções Antigas | 1 Comment »

Esferas de pedra gigantes da Costa Rica

Posted by luxcuritiba em março 8, 2014

banner

12.set.2013 ]

spheres

Muitos devem estar familiarizado com a cena de abertura de “Os Caçadores da Arca Perdida”, onde uma esfera de pedra gigante quase esmaga Indiana Jones. Enquanto todo mundo reconhece o filme como uma obra de ficção, as gigantescas esferas de pedra não são.

Enquanto limpavam a floresta para plantações de bananas, em 1940, na região Diquis, Delta da Costa Rica, os funcionários da United Fruit Company descobriram inúmeras e grandes esferas de pedra parcialmente enterradas no chão da floresta.

Quase imediatamente, as misteriosas esferas tornaram-se ornamentos, terminando nos quintais de prédios do governo e executivos da empresa. Muitas esferas também foram quebrados ou danificadas e outras foram dinamitadas em uma época em que poucos perceberam o seu valor arqueológico.

De acordo com John Hoopes, professor  de antropologia e diretor do Programa de Estudos  das Nações Indígenas, cerca de 300 esferas foram encontradas, com a maior pesando 16 toneladas e medindo oito pés de diâmetro, e a menor sendo do tamanho de uma bola de basquete. Quase todas elas são feitas de granodiorito, uma pedra dura e ígnea.

Desde sua descoberta o verdadeiro propósito das esferas, que ainda ilude os especialistas, tem sido objeto de especulação desde a teorias sobre as bolas sendo ajudas à navegação, até relíquias relacionadas com Stonehenge, o produto de uma civilização antiga desconhecida ou visitas de extraterrestres.

Parte do mistério cerca a maneira como elas foram criadas, como as esferas quase perfeitas parecem ter vindo de uma pedreira que fica a mais de 50 quilômetros de distância, e que foram criadas em uma época em que as ferramentas de metal não tinham ainda sido inventada.

Estima-se que as pedras foram feitas a cerca de 600 DC. No entanto, o método de datação por pedras é especulativo em si, pois realmente só revela o mais recente uso das esferas não quando eles foram criados.

“Esses objetos podem ter sido usados ​​durante séculos e acabarem sendo colocados onde estão por uns milhares de anos depois. Portanto, é muito difícil dizer exatamente quando elas foram feitas”, explicou Hoopes.

No entanto, o maior mistério continua sendo para que eles foram usadas.

“Nós realmente não sabemos por que elas foram feitas”, disse Hoopes. “As pessoas que as fizeram não deixaram quaisquer registros escritos. Nós contamos apenas com dados arqueológicos para tentar reconstruir o seu contexto. A cultura das pessoas que as fizeram se extinguiu pouco depois da conquista espanhola. Assim, não há mitos ou lendas ou outras histórias que são contadas pelos indígenas da Costa Rica sobre o porquê eles fizeram essas esferas.”

Muito parecida com os moai da Ilha de Páscoa, uma teoria supõe que as esferas eram simplesmente símbolos de status. As pedras, que agora são protegidas pela UNESCO, também poderiam ter sido organizada em padrões enormes que tinham significado astronômico como muitas das bolas foram encontrados aparentemente em alinhamentos, consistindo de linhas retas e curvas, bem como triângulos e paralelogramos. Porém, como quase todas as esferas foram movidas do local original, os pesquisadores acreditam que o verdadeiro significado das esferas possivelmente nunca venha a ser descoberto.

http://www.ancient-origins.net

Veja também: Pirâmide e bolas de pedra na Itália

log_pir_47

.

Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interesantes como este.

Posted in Construções Antigas, Tecnologia Antiga | Leave a Comment »

A fraude de Stonehenge

Posted by luxcuritiba em fevereiro 8, 2014

banner

Segundo a Wikipedia, o nome Stonehenge vem das palavras do o inglês arcaico “stone” = pedra, e “hencg” = eixo. O lugar é talvez o mais famoso do Reino Unido e se trata de um alinhamento megalítico da Idade do Bronze, localizado na planície de Salisbury, próximo a Amesbury, no condado de Wiltshire, no Sul da Inglaterra.

stonehenge A fraude de Stonehenge   Curiosidades

Stonehenge constituí-se no mais visitado e conhecido círculo de pedras britânico, e até hoje é incerta a origem da sua construção, bem como da sua função, mas acredita-se que era usado para estudos astronômicos, mágicos ou religiosos.

A estrutura é composta  por círculos concêntricos de pedras que chegam a ter cinco metros de altura e a pesar quase cinquenta toneladas, onde se identificam três distintos períodos construtivos:

  • O chamado Período I (c. 3100 a.C.), quando o monumento não passava de uma simples vala circular com 97,54 metros de diâmetro, dispondo de uma única entrada. Internamente erguia-se um banco de pedras e um santuário de madeira. Cinquenta e seis furos externos ao seu perímetro continham restos humanos cremados. O círculo estava alinhado com o pôr do Sol do último dia do Inverno, e com as fases da Lua.
  • Durante o chamado Período II (c. 2150 a.C.) deu-se a realocação do santuário de madeira, a construção de dois círculos de pedras azuis (coloridas com um matiz azulado), o alargamento da entrada, a construção de uma avenida de entrada marcada por valas paralelas alinhadas com o Sol nascente do primeiro dia do Verão, e a construção do círculo externo, com 35 pedras que pesavam toneladas. As altas pedras azuis, que pesam quatro toneladas, foram transportadas das montanhas de Gales a cerca de 24 quilômetros ao Norte.
  • No chamado Período III (c. 2075 a.C.), as pedras azuis foram derrubadas e as pedras de grandes dimensões (megálitos) – ainda no local – foram erguidas. Estas pedras, medindo em média 5,49 metros de altura e pesando cerca de 25 toneladas cada, foram transportadas do Norte por 19 quilômetros. Entre 1500 a.C. e 1100 a.C., aproximadamente sessenta das pedras azuis foram restauradas e erguidas em um círculo interno, com outras dezenove, colocadas em forma ferradura, também dentro do círculo.

Estima-se que essas três fases da construção  requereram mais de trinta milhões de horas detrabalho.

Recolhendo os dados a respeito do movimento de corpos celestiais, as observações de Stonehenge foram usadas para indicar os dias apropriados no ciclo ritual anual. Nesta consideração, éimportante mencionar que a estrutura não foi usada somente para determinar o ciclo agrícola, uma vez que nesta região o Solstício de Verão ocorre bem após o começo da estação de crescimento; e o Solstício de inverno bem depois que a colheita é terminada. Desta forma, as teorias atuais a respeito da finalidade de Stonehenge sugerem seu uso simultâneo para observações astronômicas e a funções religiosas, sendo improvável que estivesse sendo utilizado após 1100 a.C..

A respeito da sua forma e funções arquitetônicas, os estudiosos sugeriram que Stonehenge – especialmente os seus círculos mais antigos – pretendia ser a réplica de um santuário de pedra, sendo que os de madeira eram mais comuns em épocas Neolíticas.

Claro, como não poderia deixar de ser, o mistério ao redor de Stonehenge produziu uma série de interessantes – e algumas bem delirantes – teorias sobre suas funções e seu poder. Uma das minhas teorias delirantes preferidas é de que “As pedras só podem ter sido trazidas e montadas por Aliens”.

Eu consigo imaginar um alien atravessando a imensidão do cosmos apenas para pegar umas pedras e arrumar direitinho sobre um gramado. E a teoria maluca de que ali está um portal dimensional?  Mas há outras também muito legais, como a que diz que stonehenge é  um antigo local de sepultamento/templo da lua/terreno de  alienígenas, marcadores galáticos formados pelos antigos dinamarqueses/ por povos gigantes/ou deuses provenientes de uma raça alienígena inteligente.

Há até quem creia que a construção de stonehenge envolveu pesquisas de ondas sonoras. Segundo Steve Waller, pesquisador de ondas sonoras:

Minha teoria é que os antigos bretões, quando ouviam duas flautas em um campo, estavam experimentando padrões de interferência de ondas sonoras, onde em determinados locais, conforme se anda em torno do par de músicos, você ouviria barulhos altos ou zonas silenciosas.

Sabe-se hoje que as pedras maiores vieram aproximadamente de um local a apenas 32 quilômetros de distância, mas os tipos de pedras que compõem o círculo interno – que teriam sido colocadas cerca de 5.000 anos atrás – não são encontradas em centenas de quilômetros.

Adeptos da teoria das ondas sonoras também sugerem que a estrutura megalitica também era uma área para raves. Sim, você leu certo. Eu disse RAVES primitivas.

Pesquisadores sugerem que rolava Raves em Stonehange

Claro, nem todas as teorias são viajantes. Há quem aposte suas fichas em astronomia e em rituais religiosos.

“No livro From Stonehenge to Modern Cosmology (“De Stonehenge à Cosmologia Moderna”, inédito no Brasil), o astrônomo inglês Fred Hoyle, um dos maiores especialistas do século XX em teorias sobre a origem do universo, defendeu a tese de que o monumento foi erguido como uma espécie de computador capaz de prever eclipses e outros fenômenos celestiais, concluindo que “o conhecimento astronômico desse povo deve ter nascido de muitos séculos de observação”. Outros especialistas enxergam as ruínas como vestígios de um grande templo religioso – e é bem provável que as duas teorias sejam complementares”. fonte

Como podemos ver, Stonehange é um prato cheio para quem deseja construir uma teoria escalafobética sobre pedras enormes e pesadas empilhadas por homens do neolítico, de 3000 a.C. que não conheciam nem sequer a metalurgia. Mas por mais estranhas que algumas suposições soem, todas elas compartilham de um ponto em comum: A formação é antiquíssima.

Mas acredite ou não, existem pessoas que defendem uma teoria ainda mais bizarra que todas estas juntas: Stonehenge seria uma fraude deliberada, fabricada intencionalmente, no século XX! A razão dessa fraude é (tal qual os blocos atuais) discutível, abrindo margem para diversas suposições loucas. Há quem veja nela uma obra dos Illuminatis, há quem veja nela uma piada britânica de alguém muito rico e poderoso. Há quem veja nela um cuidados plano orquestrado por governos para manipular a opinião das pessoas…

É difícil dar ouvidos a estas suposições estranhas quando todos os cientistas nos dizem que as pedras são antiguidades… Mas como dizem nesses fóruns underground: Você pode garantir? Você estava lá quando fizeram?

Bem eu não estava e realmente, pensando por este lado, será que devemos ser céticos com relação a construção da estrutura megalítica?

Recentemente, num site russo eu achei diversas (um montão) fotos que sugerem a construção de stonehange em um período entre 1954 e 1958.

P50326 1 A fraude de Stonehenge   Curiosidades

Esse material supostamente teria vazado por parentes de  uma testemunha,  que sabia de toda a verdade. Segundo o autor diz, a área foi cercada, e estabeleceu-se um perímetro de contenção de vários quilômetros, para que as pessoas não vissem a montagem da estrutura. Ele diz que embora todo mundo tenha a impressão de que as pedras sempre estiveram lá, elas foram cuidadosamente montadas, usando guindastes e equipamentos modernos, marcações precisas e até tratamento do solo. A cada nova etapa, estranhas celebrações e rituais foram levadas a cabo no lugar (inclusive algumas delas podem ser vistas nas fotos)  Parece loucura, mas veja só essas fotos:P50022 P50049 P50097 P50098 P50128 P50133 P50161 P50162 P50170 P50194 P50196 P50197 P50213 P50217 P50232 P50305 P50317 P50368 P50457 P50512 P50521 P50522 P50524 P50529 P50552 P50585 P50609 P50633 P50674 P50693 P50704 P50758 P50772 P50775 P50777 P50779 P50780 P50792 P50794 P50797 P50802 P50803 P50813 P50815 P50825 P50853 P50930 P50950 P50980 P50985 P51031 P51032 P51058 P51085 P51097 P51210 P51218 P51219 P51222 P51223 P51236 P51338 P51423 P51434 P51449 P51498 P51584 P51655 P51664 P51725 P51729 P51765 P51779 P51803 P51819 P51845 P51850 P51851 P51877 P51885 P51886 P51903-1 P51903 P51918 P51926 P51947-1 P51947 P51949-1 P51949 P51951 P51968 P52362 P52373 P52388 P502591 P502631 P503071 P503511 P503921 P503961 P504301 P504611 P504951 P506091

O autor ainda oferece alguns “fatos pouco conhecidos”:

  1. Pela primeira vez, realizou-se naquela área exercícios militares
  2.  Desde 1898 até o período da Segunda Guerra Mundial o Ministério da Defesa gradualmente comprou grandes extensões de terra na área
  3.  O Ministério da Defesa tem 390 quilômetros quadrados (!) Nos arredores do Stonehenge, alguns dos quais estão permanentemente fechados e  para outros o acesso é muito limitado.
  4.  No passado, nos arredores de Stonehenge foram realizadas obras para um ramal ferroviário e de um aeroporto, ambos foram depois removidos (há outras fontes que sugerem que o aeroporto militar é muito mais próximo, a uma distância de um quilômetro de Stonehenge)
  5.  Em 1943, a aldeia de Imber (15 quilômetros de Stonehenge) e a aldeia Hinton Par  foram despejados. Até hoje a aldeia Imber está sob o controle dos militares
  6.  2 km ao norte de Stonehenge  está localizada a escola da Artilharia Real, que executa operações de  tiro 340 dias do ano
  7.  9 km ao sul-leste, está o aeródromo militar. Nele fica situado o laboratório de Defesa da Ciência e Tecnologia, cujo trabalho é secreto.
  8.  17 quilômetros a oeste de Stonehenge fica uma base militar  de combate aéreo de onde decolam helicópteros “Apache”
  9. Na área de Stonehenge não é permitida a atividade agrícola por causa do perigo de fracasso. Ninguém plantava lá por seculos, já que estranhamente o terreno era muito infértil.  Devido a isso, os prados verdes ao redor de Stonehenge adquiriram valor científico, porque eles representam o último grama natural de terra pura na Inglaterra, e possivelmente – na Europa.
  10. A área ao redor de Stonehenge está há mais de 100 anos – fechada. O território é protegido pelos militares, aviões tripulados e helicópteros bélicos, com disparos diários de artilharia – Os moradores foram expulsos durante a Segunda Guerra Mundial, sob o pretexto dos exercícios; as vilas estão sob o controle dos militares,  e a situação persiste até hoje. – atividades agrícolas sobre uma área de planície ampla, onde o Stonehenge está são proibidas,  existiam no território uma infra-estrutura que permitia a construção em grande escala (incluindo os aeroportos ramal ferroviário), que já foram demolidos como a justificativa de que são “desnecessários”
  11. Talvez um local mais adequado para a construção de Stonehenge seria difícil de encontrar …

Pessoalmente, eu não sei em que acreditar. Não acho possível que tantos cientistas, geólogos, arqueólogos estejam combinados de enganar as pessoas com relação a Stonehenge. Deveria haver uma explicação para estas fotos. Uma suposição para elas seria algum tipo de restauração, levada à cabo pelo governo (o que explicaria a contenção da área, arame farpado, e a falta de populares nas fotos) para preservar a estrutura.

 Sabe-se que no século XX, surgiu uma batalha para preservar o que restou de Stonehenge, mas até isso criou polêmica – como algumas pedras tombadas foram reerguidas e estabilizadas, a interferência acabou produzindo acusações de que as atuais formações seriam falsas. fonte

Embora os restauradores garantam que todo seu trabalho respeitou a posição original das pedras, a questão que fica é se não estamos todos fazendo papel de bobos pensando que aquilo lá é uma obra dos antigos quando na verdade é apenas um cenário montado em pleno século XX. Mas a pergunta que não quer calar é: Se for mesmo uma fraude, por que razão isso teria sido feito?

Fonte: http://www.mundogump.com.br/a-fraude-de-stonehenge/

log_pir_47

.

Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interesantes como este.

Posted in Construções Antigas | 1 Comment »

Obelisco inacabado de Assuã

Posted by luxcuritiba em junho 3, 2013

banner

obelisco

São 1.300 toneladas de granito ainda encrustados na pedreira. Observe o padrão das marcas nas fendas, como se tivessem enfiado uma faca quente na manteiga, mas é GRANITO!

Graus/Níveis de dureza de Materias – Escala de Francis Mohs:
– cobre dureza de ~3 Mohs;
– ferro 5 Mohs;
– Aço 6 Mohs;
– GRANITO 6,5 – 7,5 Mohs.
– Diamante 10 Mohs

Detalhe: Para quem não sabe, segundo a história oficial contada pelos historiadores, na época das construções faraônicas o Egito não possuía ferramentas de ferro nem aço, somente martelos e punções toscos feitos de cobre, metal macio e flexível.

Então fica a grande pergunta: como os egípcios conseguiram fazer cortes tão perfeitos, em blocos de granito com dureza 6,7 a 7,5 Mohs, usando apenas ferramentas de cobre de dureza 3,0 Mohs? Isso simplesmente não faz o menor sentido.

Se você quiser ter uma noção concreta do absurdo afirmado pelos historiadores, experimente cortar uma pedra usando uma comum faca de cozinha com dentes serrilhados, que é feita e ferro ou aço, dureza próxima ao do granito. Agora veja o tamanho daquele obelisco e imagine como seria possível executar tal serviço, usando ferramentas de cobre, que são duas vezes mais fracas que o ferro e o aço.

log_pir_47

.

Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interesantes como este.

Posted in Construções Antigas | 3 Comments »

Construções Antigas – Construçoes impossíveis

Posted by luxcuritiba em maio 30, 2013

banner

Este vídeo é uma compilação de alguns episódios da série Ancient Aliens, apresentada pelo History Channel. Como povos antigos, que não tinham sequer a roda, conseguiram levantar prédios de pedra que persistem de pé por milênios? Levantando blocos de pedra de centenas de toneladas, usando apenas cordas?

log_pir_47

.

Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interesantes como este.

Posted in Construções Antigas | Leave a Comment »

Pedra do Ingá: o maior mistério arqueológico rupestre do Brasil

Posted by luxcuritiba em maio 9, 2013

banner

Cabaceiras_apn_abril2006_a_002A Pedra do Ingá é um monumento arqueológico, identificado como “itacoatiara”, constituído por um terreno rochoso que possui inscrições rupestres esculpidas em baixo-relevo, localizado no município brasileiro de Ingá no estado da Paraíba.

A origem do termo “Itacoatiara” vem do Tupi. É uma forma aportuguesada de “Ita”, que quer dizer “pedra” e “kwatia”, que significa “riscada” ou “pintada”, isso porque os índios Cariris, quando indagados pelos colonizadores europeus sobre o que significavam os sinais inscritos na rocha, usaram esse termo para se referir aos mesmos.

A formação rochosa em gnaisse cobre uma área de cerca de 250 m². No seu conjunto principal, um paredão vertical de 46 metros de comprimento por 3,8 metros de altura, e nas áreas adjacentes, há inscrições cujos significados são desconhecidos. Neste conjunto estão talhadas em baixo relevo, figuras diversas, que sugerem a representação de animais, frutas, humanos e constelações como a de Órion.

O Sítio arqueológico fica a 109 Km de João Pessoa e 38 Km de Campina Grande. O acesso ao município dá-se pela BR 230, onde há uma entrada para a PB 90, na qual após percorrer 4,5 Kms, chega-se ao núcleo urbano da cidade. Atravessando a avenida principal da cidade, percorre-se mais 5 Kms, por estrada asfaltada, até se chegar ao Sítio Arqueológico da Pedra do Ingá, onde há um prédio de apoio aos visitantes, com banheiros e instalações de um museu de História Natural, com vários fósseis e utensílios líticos, que foram encontrados na região onde hoje fica a cidade.

O Sítio Arqueológico está numa área outrora privada, que foi doada ao Governo Federal brasileiro e posteriormente tombada como Monumento Nacional pelo extinto Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (atual IPHAN) a 30 de novembro de 1944.

log_pir_47

.

Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interesantes como este.

Posted in Construções Antigas | 1 Comment »

ATLANTIDA (El continente perdido)

Posted by luxcuritiba em maio 4, 2013

A T L A N T I D A

Cuando la Atlàntida fuè formada, los Naacals establecieron la escuela de misterio, es un tipo de escuela dònde se aprende sobre la conciencia, se aprenden diferentes aspectos de expansiòn de su pròpia conciencia y finàlmente llega al pùnto donde te conviertes en inmortal, en general tomò un tiempo muy largo para llegar a ese estado y es por eso que sòlo habian 1.000 Naacals a comparaciòn de los millones de Lemurianos. El primer atlànte en alcanzar el estado de inmortabilidad fuè Osiris.

Tràs el hundimiento de Lemuria y la salida de La Atlàntida, la raza humana nos mudamos a varias islas y continentes en el mundo ya que no tenìamos hogar, en ese momento habia alrededor de 1.000 personas de una conciencia muy alta que fueron llamados Los Naacals ( conocidos hoy en dia como los maestros ascendidos ), èstos comenzaron a preparar la Atlàntida para ser nuestro nuevo hogar, proyectaron sus energias a travès de todo el continente en forma del àrbol de la vida, no con 10 cìrculos sino con 12, uno extra en la pàrte superior en la isla Udal y el otro en la pàrte inferior en el agua.

Elegimos movernos a la Atlàntida debido a la kundalini, en los seres humanos la kundalini se refiere a una serpiente de la energia que corre arriva y abajo de la columna vertebral, cuando se activa proporciona una inmensa cantidad de energia a travès de todos los chacras.
La tierra tambièn tiene una kundalini ( porque la tierra està viva como un organismo màs ) que va dèsde el centro del planeta a un lugar especìfico en la superficie, allì dònde reside la kundalini, la gènte se convierte en lìderes espirituales del mundo.

La tierra escogiò a Atlantis para ser el nuevo cèntro energètico de la tierra, despuès se trasladò a las montañas del Tibet, de manera que los budistas han sido los lìderes espirituales en los ùltimos 13.000 años.

Siguiendo con los naacals, de repente soplaron vida en el àrbol de la vida en la superficie de la Atlàntida, èso creò vòrtices de energia , una vez que los vòrtices se han establecido, los hijos de Lemuria empezaron a ser llamados, comenzaron a ser atraidos hacia la Atlàntida y èsto diò comienzo a una gràn migraciòn.

Sin embargo la conciencia de Lemuria habia llegado a la edad de una niña de 12 años como una conciencia planetaria y algunos de nuestros cèntros no estaba funcionando todavia, habian trabajado con èstas energias pero dominaron 8 de 10, se fueron trasladando y comenzaron a construir ciudades, dejaron dos vòrtices sin ser utilizados, ni una sòla persona, èstos dos vòrtices estaban tirando vida hacia ellos y en la vida no se puede tener un lugar vacio, la vida encontrarà la manera de llenarlo al igual que si estuvieras conduciendo en la autopista siguiendo a otro coche, si te quedas demasiado atràs alguien llenarà el espacio, èsto es exàctamente lo que pasò en Atlantis.

Aunque los lemurianos habian llenado 8 de 10 vòrtices, para llenar èstos dos vòrtices segun Thot, dos razas extraterrestres intervinieron, la 1º raza fueron los hebreos que vienen de nuestro futuro, Thot dice que vinieron de fuera del planeta pero no sabemos exàctamente de donde.

Los hebreos eran como un niño de 5º grado y al no graduarse repitiò curso, aprendieron todas las matemàticas, la materia del cerebro izquierdo pero no consiguieron el aspecto del hemisferio derecho del cerebro de la evoluciòn de la conciencia, no pasaron al siguiente nivel evolutivo, de modo que tuvieron que hacerlo de nuevo ( lo que sucederà en èste ciclo a quienes no lo consigan ).

Ellos sabian cantidad de cosas que nosotros aùn desconocìamos, no hubo problemas con los hebreos, en realidad beneficiaron nuestra evoluciòn, fuè la otra raza que intervino la que causò serios problemas.

Esta otra raza llegò de Marte, Marte era como la tierra hace un millòn de años, con ocèanos, hermosos paisajes, etc… pero àlgo les pasò, àlgo que tenia que ver con el experimento de Lucifer.

Dèsde el comienzo de la creaciòn todo es un experimento, la creaciòn mìsma era la conciencia creando y habitante en si mìsma en èsta creaciòn, no hay un plàn divino, el espìritu puede hacer lo que quiera, si el espìritu decide aislarse del resto de la conciencia y crear una realidad diferente para el mìsmo, eso tambièn se puede hacer es lo que se llama el experimento de Lucifer ya que el espìritu es Diòs y puede hacerlo.

Nos han hecho creer que Lucifer es el diablo y no es cierto, es otra manera de ver la realidad, no es ùnica percepciòn de la realidad sino màs bièn una dual percepciòn de la dualidad. Hay otra flor de la vida creada tambièn para el experimento Lucifer.

Cada vez que el experimento de Lucifer se ha intentado en el universo ha fracasado, las especies se aislan del amor y se convierten en masculinas abandonando el lado derecho del cerebro y trabajando el lado izquierdo, lo que acaba sucediendo que todo el mundo se vuelve codicioso, no hay compasiòn por los demàs acabando en una lucha y aniquilàndose asì mìsmos.

Màs de un millòn de años atràs, los seres de Marte se unieron a èste experimento de Lucifer, se separaron del universo y crearon una realidad a pàrte volaron su atmòsfera y destruyeron la superficie de su planeta.

Antes de que Marte fuera destruido, construyeron enormes piràmides tetraèdricas, con el tiempo construyeron una merkaba sintètica, fuè erosionada ya que al separarse de la conciencia, no pudieron crear una vida, simplemente la utilizaron como una herramienta, la crearon sintètica para viajar en el tiempo y encontrar un nuevo hogar.

Un grupo de marcianos intentò alejarse de Marte àntes de ser destruido y se encontraron a la tierra a unos 65.000 años en nuestro pasado, vieron èse vòrtice sin nadie allì y no pidieron permiso, entraron y al hacerlo se unieron y cambiaron nuestro camino evolutivo.

El padre de Thot fuè uno de los naacals que establecieron la Atlàntida, èsta isla, la pàrte superior del àrbol de la vida, era el cerebro de la Atlàntida, una ciudad llamada Poseidòn, es la ciudad de la cual nos habla Platòn cuando dijo que Poseidòn diò a luz a 10 hijos, refirìendose a los 10 cìrculos del àrbol de la vida.

Poseidòn se compone de très anillos pintados en negro, rojo y piedras blancas que era el sìmbolo de la Atlàntida, el cìrculo interior representa a los Naals, el del mèdio era el sacerdocio llamados Maya y el cìrculo del exterior representa a los regulares de la Atlàntida.

El sìmbolo para la Atlàntida fuè de tres anillos uno encima del otro, en el interior estaban los Naals, el anollo central se llamaba Maya y en el anillo exterior los atlantes.

El trabajo de los Mayas fuè la comunicaciòn de los mensajes dèsde el cìrculo intimo a la gente comùn de la Atlàntida, cuando se hundiò los mayas pusieron su conocimiento en una calavera de cristal con los recuerdos de la Atlàntida y su calendario y fueron a lo que hoy se conoce como la penìnsula de Yukatàn cuna de la civilizaciòn maya, su calendario es el màs avanzado y tiene su origen en la Atlàntida.

Habian unos pocos de miles de marcianos que vinieron a la tierra a travès del merkaba sintètico, lo primero que hicieron cuando llegaron fuè tratar de tomar todo el continente, trataron de invadir sin embargo, eran vulnerables debido a su escaso nùmero en comparaciòn con los millones de atlàntes y finàlmente los derrotamos pero no los podìamos mandar de vuelta.

Cuando èsto sucediò en nuestro camino evolutivo, tenìamos una conciencia planetaria de una niña de 14 años, asì es que tenìamos a una niña de 14 años que debia ser asumida por un hombre de 70, en realidad no fuè distinto a lo que hicieron los colonos a los nativos americanos.

Las cosas se calmaron durante algùn tiempo, pero pòco a pòco los marcianos comenzaron a implementar sus tecnologias, ganaron el control hàsta que finàlmente tenian todo el poder como era su intenciòn. Comenzaron las guerras hàsta hace aproximàdamente 26.000 años atràs.

Thot viviò en la Atlàntida por un tiempo muy largo, nos dijo que viò el càmbio de la tierra 5 veces, èsta es la fòrma de explicar porquè durante el càmbio de conciencia al final de Lemuria.

Lemuria se hundiò debajo de los ocèanos y se levantò la Atlàntida, si la corteza estaba girando en todo el planeta se llevaban a cabo muchos eventos geològicos tàles como continentes naciendo y desapareciendo.

26.000 años atràs, estàbamos exàctamente donde estamos hoy, en la precesiòn de los equinopcios, habìamos ido a travès de nuestra fase de estar dormidos y estàbamos a punto de despertar, fuè en èse tiempo donde hubo un pequeño cambio de conciencia, un trozo de la Atlàntida se hundiò en el ocèano y èsto les causò un gràn temor a los Atlantes ya que pensaron que perdian todo el continente al igual que pasò con Lemuria. Una de las cosas que perdieron con el càmbio de conciencia fuè su conexiòn con el futuro, no podian preever los grandes eventos como el hundimiento de su casa, despuès de 200 años el miedo comenzò a disminuir.

Hay que tener en cuènta tànto en la biblia como en los registros sumerios, los relatos de Adàn y Eva y todos sus hijos se registraron teniendo vidas exageràdamente largas como 900 años pòco màs o mènos.

Las cosas se calmaron durante algùn tiempo y entre 13.000 y 16.000 años atràs un cometa se acercò a la tierra, los atlantes se dieron cuènta àntes de que llegara y un gràn conflicto surgiò de nuevo, los marcianos querian volarlo con su tecnologia sin embargo los Naacals, habian comprendido la verdadera naturaleza de los cometas, dijeron que era òrden divino y debian permitir que se llevara a cabo en fòrma natural, los marcianos lucharon contra los atlantes pero al final se dieron por vencidos, se perdiò gràn pàrte de la poblaciòn y los marcianos empezaron a hacer las cosas por su cuènta y con su ira decidieron hacerse cargo de la tierra.

Comenzaron a construir un Merkaba sintètico como lo hicieron en marte, si lo conseguian controlarian absolùtamente todo el planeta, el ùnico problema era que habian pasado alrededor de 50.000 años dèsde que construyeron el anterior y no recordaban exàctamente como hacerlo, asì que perdieron el control y la destrucciòn fuè inmensa, el experimento comenzo a rasgar y abrir los niveles dimensionales, casi destruyeron la tierra, el desastre ambiental que estamos experimentando hoy en dia, no es nada en comparaciòn a los de hoy en dia, aunque los desastres de hoy son el resultado de esos acontecimientos.

Debido a èstas rupturas en los niveles dimensionales, un gràn nùmero de espìritus y seres dimensionales fueron expulsados de su zona de confort hacia èstos niveles màs altos, se vieron obligados a un mundo que no conocian o no entendian, èstos espìritus y seres para sobrevivir necesitaban cuerpos y empezaron a entrar en los cuerpos de las personas, por cada cuerpo humano habian cientos de ellos habitando en ellos, èstos seres eran terrìcolas como nosotros pero muy diferentes, no venian de èsta dimensiòn fuè una catàstrofe , probàblemente la màs grande que la tierra haya visto nùnca.

La razòn que los Naacals eran especiales, no era por su conciencia elevada ( por lo que eran los guias de la Atlàntida ), sino que habian conseguido la inmortabilidad, digamos que descubrieron la manera para mantener su cuerpo sano y joven durante el tiempo que quisieran, podian elegir morirse en cualquier momento y al encarnarse no sufririan la pèrdida de memoria, lo hicieron a travès de su conciencia expandida y a travès de meditaciones tàntricas.

A sì es como Thot era rey y sacerdote de la Atlàntida por miles de años, se quedò en la tierra hàsta hace 15 años cuando le diò todos sus recuerdos y su comprensiòn sobre la geometria sagrada a Drunvalo Melchizedek.

La Merkaba se fòrma por tres estrellas tetraèdricas superpuestas una sobre la otra, dos de ellas en contra-rotaciòn y la tercera queda estacionaria.

Cuando la Merkaba se fòrma con conciencia de unidad se fòrma intèrnamente de amor, pero cuando se hace con el experimento de Lucifer, se vuelve inestable y caòtica.

El intento de los marcianos en el control de todo el mundo, se llevò a cabo en una de las pequeñas islas que se le conocen hoy en dia como El Triàngulo de Las Bermudas, èsa merkaba sigue ahì en el fondo del mar.

Los Naacals lo hicieron lo mejor que pudieron para salvar la Atlàntida, se enviaron a la mayoria de los seres tridimensionales de vuelta, al mènos todos los que pudieron, sin embargo la situaciòn se puso muy mal. Todos los sistemas sociales, econòmicos etc.. se derrumbaron jùnto con todos los concèptos de como era la vida se rompieron.
Toda la Atlàntida comenzò a enfermarse con enfermedades raras y no conocidas fuè un gràn infierno.

Los Naacals no sabian que hacer eran niños con los acontecimientos que habian sido lanzados sobre ellos, el problema fuè revisado por muchos àltos niveles de vida ya que las dimensiones 11 y 12 son incomprensibles para nosotros, a demàs estàbamos cambiando de polaridad ya no pertenecìamos a la especie femenina y sòlo nos quedarian 13.000 años para volver a la conciencia crìstica ( de cristo ).

Normàlmente se necesitan cièntos de miles de años, para que una especie llegue a tal nivel de conciencia, hemos tenido que hacerlo en una fracciòn de tièmpo, si no lo hicìeramos no podrìamos sobrevivir.

Esto no ha sucedido nùnca en el universo, nùnca.

Thot que era el rey y sacerdote en la Atlàntida, en èse momento supo que tenia que realizar èse experimento en sì mìsmos, recibieron instrucciones de los niveles màs altos de vida y siguieron su camino.

Thot procediò a llamarse Ra y Aragat, que eran los reyes anteriores de los atlantes y comenzaron el experimento.

Despuès de completar el complejo en Egipto, Thot y sus amigos volvieron a la Atlàntida dònde tuvieron que esperar unos 200 años hasta que èste pùnto crìtico en la precesiòn de los equinopcios dònde los polos se desplazarian. Ellos sabian que la Atlàntida se hundiria y estaban listos, cuando Thot viò los cambios del signo polarvolvieron a la tierra de Khem y alzaron el bàrco de guerra en el cielo, volvieron a la Atlàntida y recogieron a los Naacals, los Naacals, no eran sòlo pasajeros sino todos y cada uno trabajaban en unidad para crear un Merkaba muy poderosa a su alrededor y en la nave volvieron a la gran piràmide y aterrizaron en la pàrte superior formando la proporciòn Phi con la piràmide, los polos comenzaron a cambiar y la conciencia y la conciencia humana empezò a caer en picado asì mìsmo los campos magnèticos y electromagnèticos de la tierra se derrumbaron y toda la vida en el planeta entrò en el vacio.

( LOS 3 DIAS DE OSCURIDAD)

Las Tablas De Esmeralda dicen que cada vez que pasamos por un cambio polar pasamos por un espacio vacio y que cambiamos nuestras frecuencias en cèrca de 3 dias y medio.
(En el documento troano està representado por 3 piedras y media pintadas de negro ) èsto se refiere a un momento en el que entramos en lo que la ciència llama ” La zòna nula electromagnètica”.

Durante el cambio de polos, un fenòmeno tiene lugar en lo que todo tiende a desaparecer por un tiempo determinado, en general es de entre 3 a 4 dias, la ùltima vez fuè de 3 dias y medio, aquì es dònde se pone interesante.

Lo que nos pasò no suele pasar a una especie normal porque la mayoria de las especies avanzadas tienen su Merkaba a mano en el momento del cambio, nosotros no lo hicimos debido a nuestra crisis y fuimos aspirados en el espacio vacio sin protecciòn, èsto diò lugar al hecho de perder nuestros recuerdos.

log_pir_47

.

 Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interesantes como este.

Posted in Construções Antigas | Leave a Comment »

Gigantesca rede de túneis de 12.000 anos descoberta na Europa

Posted by luxcuritiba em maio 3, 2013

piramidal.net | lojapiramidal.com

compartilhar

tunelesO arqueólogo alemão Heinrich Kush descobriu uma rede de túneis que se estende ao longo do território europeu, se espalhando desde a Escócia até a Turquia. A descoberta foi publicada no livro “Secrets Of The Underground Door To An Ancient World”.

Neste livro, o Dr. Henry Kush, pré-historiador e professor da Universidade Karl-Franzen em Graz, juntamente com sua esposa Ingrid, analisa a intrincada rede de túneis localizada na região de Styria, na Áustria, cuja finalidade permanece um mistério.

O historiador estima a idade da construção em 12.000 anos, remontando portanto à idade da pedra. Porém, teste de radiocarbono realizado em material orgânico encontrado no interior dos túneis data entre 950 e 1050.

Existem mais de 700 túneis na Baviera e mais 500 na Áustria, tendo os túneis principalmente um comprimento entre 20 e 50 metros. As passagens maiores são altas o suficiente para que as pessoas possam passar por eles em uma posição curvada, mas alguns são tão pequenos que os exploradores tem que se mover agachados. Muitas galerias estão ligadas a locais antigos de assentamentos. As entradas dos túneis às vezes são localizadas nas cozinhas de casas antigas, perto de igrejas e cemitérios ou no meio de uma floresta. Essas coisas foram construídas por pessoas que sabiam o que estavam fazendo. Vigas não foram usadas, e para as paredes suportarem os peso, os túneis seguem em zigue-zague. A cada trecho, há cavidades em que as lâmpadas para iluminação eram deixadas durante o trabalho.

kuschEm Beutelsbach havia um castelo que foi demolido no século XVIII, e os túneis foram, talvez, rotas de fuga para sair em caso de cerco. Outros acreditam que foram prisões para criminosos ou lugares de cura. Alguns também acreditavam que eles eram lugares de culto dos druidas, ou salas de espera para as almas antes de alcançar o paraíso. Pesquisadores como Weichenberger, acreditam que a função desses túneis era proteger os rebeldes húngaros conhecidos como Kurucos, que com o apoio dos turcos otomanos, saquearam áreas povoadas levando tudo o que tinha valor e matando aqueles que entravam em seu caminho.

Como resultado do grupo de cooperação internacional Erdstall, novas pistas vieram à luz. As galerias também estão concentradas em algumas partes da Irlanda e da Escócia, e também há galerias semelhantes no centro da França. Esta distribuição tem paralelos interessantes com as rotas seguidas pelos monges irlandeses e escoceses, que a partir do norte celta no século VI, viajaram por todo o continente como missionários. Alguns pesquisadores especulam que esses missionários cristãos primitivos também difundiram idéias pagãs, ensinamentos remanescentes dos antigos druidas, especialmente conceitos celtas da vida após a morte, o que levou à construção de galerias subterrâneas.

“Em toda a Europa, havia milhares deles – desde o norte da Escócia até o Mediterrâneo. A maioria não são muito maiores do que grandes buracos de minhoca – apenas 70 centímetros de largura – apenas o suficiente para uma pessoa passar esgueirando-se, mas nada mais. Eles são intercaladas com cantos, em alguns lugares o túnel é maior e há lugares, ou câmaras e salas de armazenamento”, afirma Heinrich Kush.

Um dos primeiros exploradores desse sistema de túneis foi o sacerdote Lambert Karner (1841-1909), que se arrastou pelos 400 buracos, com a ajuda de uma vela, e que descreveu “estranhas passagens com correntes de ar”, segundo a revista Der Spiegel.

A falta de qualquer indício sobre o porquê de sua existência fez com que muitos especialistas se referissem a essas construções como o último grande mistério da Europa. Enquanto isso, a tradição popular acredita que eles foram construídos e escavados por elfos, ou gnomos, figuras típicas do folclore celta.

Alguns especialistas afirmam que a rede de túneis funcionou como proteção para as pessoas contra predadores; outras acreditam que foi utilizada como caminho, para viagens com segurança, independentemente das guerras ou fatores climáticos.

Curiosamente, algumas das entradas começam na cozinha de alguma casa até a igreja, cemitério ou até mesmo leva à floresta. A melhor resposta encontrada até agora foi de que eram refúgios em caso de ataques surpresa, porém nenhum material orgânico ou outro objeto, como comida, foi encontrado.

O arqueólogo alemão Dr. Kusch, escreveu em seu livro “Segredos da Porta do Mundo Subterrâneo para o Mundo Antigo”, que apenas na Bavaria, na Alemanha, foram encontrados 700 metros de conexões subterrâneas, e que elas se espalham desde o norte da Escócia até o Mediterrâneo.

Ainda permanece um mistério como uma complexa e gigantesca rede de túneis foi criada há tanto tempo atrás.

Veja mais fotos abaixo (clique nas imagens para ampliar):

tuneles 2

tuneles 4

tuneles 5

tuneles 6

tuneles 7

tuneles 8

Fontes:
http://www.dailymail.co.uk
http://www.lamentiraestaahifuera.com
http://www.amazon.de

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Posted in Construções Antigas | Leave a Comment »