Piramidal.net

Tudo o que você sempre quis saber sobre pirâmides.

  • Pirâmide de cobre C130

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de cobre C150

    Pirâmide de cobre C150

  • Pirâmide de alumínio A130

    Pirâmide de alumínio A130

  • Incenso japones aroma orvalho

    Incenso japones aroma orvalho

  • Incenso japones aroma jasmim

    Incenso japones aroma jasmim

  • Pirâmide de latão fechada

    Pirâmide de latão fechada

  • Fórum sobre jejum, alimentação prânica (viver de luz) e temas relacionados

Considerações sobre Hulda Clark e Dr. Royal Rife

Posted by luxcuritiba em novembro 17, 2015

piramidal.net | lojapiramidal.com

compartilhar

Bom dia grupo

Fui fazer a lição de casa, e pesquisar na net.
Eu disse que o trabalho de Hulda era baseado no trabalho de Rife. Tenho que me desculpar, porque não era, não exatamente ao menos. Tirando o fato de que Hulda usa ressonância, e Rife também, e que Hulda acredita que os vírus, bactérias, e toxinas são responsáveis por todas as nossas doenças, e Rife também, tirando esses pequenos detalhes de fato não há quase nada de semelhante entre Rife e Hulda.

Provavelmente Hulda aproveitou alguns conhecimentos que circulavam em sua época (1930-1940-1950) para formular sua base teórica, o que não é grande novidade, já que os Kovacsik também acreditavam que era um vírus que causava o câncer. Hoje não se fala mais nisso, mas me parece que em décadas anteriores havia um pensamento muito forte de que o câncer era causado por um vírus.
Mais informações sobre o Método Kovacsik nos links:
https://piramidal.net/2012/07/03/o-metodo-kovacsik/
https://piramidal.net/2012/07/03/resultados-do-metodo-kovacsik/

Quanto ao trabalho do Rife, resumindo bem resumido:

Ele conseguiu uma façanha de construir um microscópio que conseguia níveis de ampliação extraordinários para a época, e até para o tempo atual. Normalmente um microscópio ótico não consegue ultrapassar 2.000 ou 3.000 vezes de capacidade de aumento de tamanho da imagem, até por questões de princípios físicos da óptica. Mas o Rife conseguiu construir microscópios que chegaram a fantásticos 8.000, ou 12.000 ou até 17.000 vezes de capacidade de aumentar o tamanho das imagens observadas. Isso lhe dava uma vantagem extraordinária sobre outros pesquisadores da época porque dentro do universo biológico ele conseguia ver coisas, vírus e bactérias, que ninguém mais conseguir enxergar.

E foi graças a seus microscópios super potentes que Rife descobriu que os seres minúsculos estudados pelos biologistas mudavam de forma. Naquele tempo acreditava-se que uma bactéria nascia com uma determinada forma e nunca mudava sua forma por toda sua existência. Rife mostrou que as bactérias podem sim e normalmente mudam de forma, e mudam bastante a tal ponto de comparar com a lagarta e a borboleta, ou seja, elas podem se tornar completamente diferentes, dependendo apenas do meio que encontram para se alimentar e se desenvolver. E não só mudam de forma, mas também mudam de tamanho. E é por isso que muitos biologistas da época erravam no estudo dos microorganismos causadores de doenças porque com os microscópios fracos que eles tinham não enxergavam nada, mas Rife conseguia encontrar diversos patógenos porque seus microscópios eram muito mais potentes, e segundo ele, depois de bem alimentados aqueles patógenos se desenvolviam e aumentam de tamanho, e daí provocavam a doença, e somente nesta fase é que se tornavam observáveis nos microscópios comuns. Então, para biologistas parecia que a bactéria tinha surgido do nada, como num passe de mágica, mas Rife sabia que não era assim.

Pois bem, Rife descobriu que havia um tipo de bactéria que estava presente em 90% dos casos de câncer, e de fato ele conseguiu isolar um tipo específico de bactéria que, ao ser injetada em ratos produzia tumores cancerígenos. E assim ele conseguiu provar que há certos tipos de bactérias e vírus que podem causar câncer. E provavelmente vem daí a crença dos kovacsik e da Hulda de que é um vírus ou algo semelhante que causa o câncer.

Indo mais além com seus experimentos Rife descobriu que cada microorganismo reflete a luz de forma diferente, portanto para ser visível no microscópio precisa ser iluminado com uma luz de certa freqüência. Ele também descobriu que, ao iluminar as bactérias com determinada freqüência de luz elas se desenvolviam, cresciam, ou mudavam de forma. Partindo daí ele imaginou que também poderia eliminar os microorganismos usando para tanto ondas de luz em determinadas freqüências, em relação das cores ou freqüências de luz que os microorganismos costumavam reagir. E foi daí que ele desenvolveu uma técnica para eliminar patógenos, inclusive a bactéria que provocava o câncer, usando freqüências de luz.

Portanto, o trabalho feito por Rife no que se refere a cura do câncer estaria mais para o que hoje é chamado de fototerapia, uma linha da ciência que utiliza luz para tratar doenças, um trabalho que é baseado no efeito da luz sobre microorganismos.

É interessante ressaltar que o próprio Rife afirmou, em um artigo da época (década de 1940) que ele não recomendava nem indicava a chamada eletroterapia, que basicamente é o que Hulda fazia com o zapper. Aparentemente, já na época de Rife havia um movimento forte nesta área, de usar aparelhos elétricos para curar doenças. De fato, quando se estuda o trabalho de Rife em detalhes percebe-se que não há realmente quase nada em comum entre ele e a eletroterapia.

No mais, eu estava confundindo o Rife com o Lakowiski, era ele que usava ondas de rádio para curar o câncer. Aliás, tentei achar no face um posto que tinha colocado com uma foto do aparelho usado por Lakoviski e não encontrei, parece que foi simplesmente delatada pela censura do face. Alias…!!! não consegui achar NADA na internet, não sei se estou escrevendo o nome errado, mas tentei de todas as formas, com “i”, com “y”, etc., e simplesmente não encontrei nada. Se alguém aí tiver alguma matéria sobre Lakowiski e puder compartilhar por favor fique a vontade.

Só mais uma coisa, quanto ao trabalho de Hulda, é importante lembrar que o zapper era apenas uma parte do chamado “Protocolo Hulda Clark” para curar doenças. O método dela incluía várias outras coisas, e acredito que uma das mais importantes é o princípio detox. Hulda afirmava que a causa das doenças, além dos vírus e bactérias era o fato de o corpo estar intoxicado, então era fundamental limpar o corpo das toxinas para voltar a saúde. Desnecessário dizer que, talvez aí também ela tenha copiado isso de Rife, pois Rife também afirmava que mais importante do que o vírus que causava o câncer era o meio em que ele vivia, ou seja, o corpo da pessoa, que se a pessoa tivesse um corpo “limpo”, livre de produtos químicos tóxicos que normalmente não estariam lá se a pessoa não tivesse uma alimentação e uma vida saldável ou não tivesse contato com contaminantes, o vírus poderia estar lá mas simplesmente não se desenvolveria.

Então o cuidado com a desintoxicação do corpo era fundamental no trabalho de Hulda, como pode ser visto naquele vídeo que mandei para o grupo antes, como no trabalho de outros estudiosos e terapeutas alternativos. Porém, neste ponto, se a questão é detox, eu ainda prefiro ficar com a “Dieta de Gerson” ou com uma dieta crudívora. Como Hulda usava o zapper junto com várias outras coisas é difícil dizer que o que curava o câncer era realmente o zapper. É bem possível que o que curasse seus pacientes fosse o detox que ela fazia e não o zapper. Minha opinião.

Quanto ao trabalho de Rife, foi virtualmente perdido, e ninguém mais conseguiu construir microscópios opticos com capacidades tão fantásticas de ampliação, até hoje!!!

Ufa… então é isso, acho que já enchi vocês demais por hoje 🙂

Abs
Z

Fonte de excelentes informações sobre Rife: http://www.rife.org (somente em ingles)

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: