Piramidal.net

Tudo o que você sempre quis saber sobre pirâmides.

  • Pirâmide de cobre C130

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de cobre C150

    Pirâmide de cobre C150

  • Pirâmide de alumínio A130

    Pirâmide de alumínio A130

  • Incenso japones aroma orvalho

    Incenso japones aroma orvalho

  • Incenso japones aroma jasmim

    Incenso japones aroma jasmim

  • Pirâmide de latão fechada

    Pirâmide de latão fechada

  • Fórum sobre jejum, alimentação prânica (viver de luz) e temas relacionados

O Afiador de Lâminas de Barbear

Posted by luxcuritiba em abril 20, 2008

piramidal.net | lojapiramidal.com

compartilhar

Karl Drbal, um próspero técnico em rádio da Tchecoslováquia, que vem fazendo experiências há 40 anos com as formas piramidais, conseguiu uma patente universal para um afiador para lâminas de barbear que se utiliza unicamente da energia emanada de uma simples pirâmide de papelão.

A energia piramidal está ao alcance de qualquer pessoa e  protótipo de pirâmide poderá ser de papelão, madeira ou metal, pois a força energética emanada é de constituição cósmica.

O que é preciso ter-se em mente são as proporções da Grande Pirâmide do Egito, que mede 148 metros de altura por 233 de largura. Ou então simplesmente riscar sobre o nosso molde ou desenho o ângulo de 51 graus por meio de um simples transferidor utilizado em geometria. Na realidade, a inclinação da Grande Pirâmide é de 51º51’14,3″, mas já verificou-se que as réplicas medindo uma inclinação de 51º funcionam perfeitamente bem.

O seu formato, evidentemente, será de um triângulo de quatro faces, resultando num sólido em que a sua largura é sempre mais larga do que a altura. A única coisa que se deve ter em mente é que a pirâmide só funciona em sua posição norte-sul, ou seja, da mesma maneira como está posicionada a pirâmide de Quéops, no Egito, sendo fácil de encontrar-se esse rumo por meio de uma bússola.

Cabe lembrar as circunstâncias dessa descoberta sensacional: quanto o jovem Drbal servira no exército, e ao maravilhar-se com o inegável efeito piramidal, lembrou-se que o luar também exercia um estranho fenômeno sobre as lâminas de aço das navalhas, sendo que em muitas vezes, na caserna, seus colegas brincalhões haviam exposto as navalhas de colegas ao luar, a fim de as cegar.

Então Drbal testou o efeito piramidal em giletes comuns e descobriu que funcionava em forma justamente inversa à do luar: o fio da lâmina fica afiado! Com isso Drbal requereu a patente do chamado Amolador de Lâminas de Barbear Quéops. Imediatamente Max Toth, de Nova Yorque, adquiriu a patente de Drbal e uma imensidade de novaiorquinos passou a mexer com esse passatempo, sendo que milhares de pirâmides foram vendidas em proporções nunca vistas.

O Industrial John Dilley, de Chicago, passou a fabricar uma vasta linha de pirâmides de papelão e plexiglass, ao lado de uma vasta literatura a respeito, sendo que Edmunds Scientific encarregou-se das vendas que se efetuaram em larga escala. O próprio Dilley passou a fazer experiências com as suas próprias pirâmides, tendo feito nada menos de oitenta e quatro barbas com a mesma lâmina colocada dentro de uma pirâmide, como afirmou numa sua literatura publicitária.

Tom Valentine, em seu livro A Grande Pirâmide, best seller em Nova Iorque, conta-nos uma sua própria experiência: Em seis pequenas tigelas de porcelana, ligeiramente cheias de água, coloquei agulhas de costura que ficaram flutuando desordenadamente. Tive o cuidado de realizar a experiência onde não houvesse interferência de aparelhos eletrônicos ou outras interferências magnéticas, naturalmente colocando uma das pirâmides fabricadas por Dilley sobre cada tigela. Dentro de alguns minutos todas as agulhas apontavam misteriosamente para o norte magnético como se fossem bússolas!

São muitas as pessoas sensitivas que têm observado fenômenos estranhos gerados em uma pirâmide.

Após as descobertas de Drbal, na Tchecoslováquia, cientistas de outras partes do mundo seguiram investigando, notadamente os russos, japoneses e norte-americanos. Suas descobertas extraordinárias têm sido classificadas como genuinamente metafísicas, incompreensíveis e de difícil enquadramento dentro dos parcos limites do conhecimento humano.

Os japoneses, que muito se aprofundaram nesses estudos, notaram que uma pequena pirâmide, mesmo de papelão, colocada, permanentemente embaixo de uma cama, faz com que se durma apenas 6 horas seguidas! O mais notável, no entanto, é que o sono sempre será pesado e confortável, e de tal maneira suficiente, como se o sujeito tivesse dormido continuamente durante 8 horas!

Como já nos reportamos, curiosamente a réplica de uma pirâmide instalada em alguma dependência de nossa residência age como se fosse um eliminador de baratas, fato que pode ser observado por qualquer pessoa que deseje alijar-se em definitivo desse asqueroso bicho. Depois de termos montado uma bateria de pirâmides em nossos apartamento, notamos com satisfação que as baratas fugiram espavoridas.

As utilidades são muitas, como já é provado devidamente pelos cientistas, podendo-se afirmar que trata-se de uma força física ainda não conhecida e de poderes infinitos. O que é preciso que fique claro é que a réplica de uma pirâmide não faz milagres, como pensam alguns que a adquirem na esperança de ganhar com ela o grande prêmio da loteria esportiva ou aclarar a inteligência. Absolutamente, isso uma pirâmide não faz. Mas suas possibilidades são tantas, tão transcendentes, que vale a pena darmo-nos à tarefa do seu uso em nosso domicílio.

O que é certo é que uma pirâmide caseira qualquer que seja o seu tipo, pode proporcionar uma infinidade de experimentos interessantes e úteis.

A experiência com o leite é fácil e deve ser tentada, dado sua facilidade. Debaixo de uma pirâmide, o leite permanece fresco durante vários dias e por fim se transforma em iogurte, como se sabe, se for colocado num recipiente idêntico, fora da pirâmide, azeda quase que imediatamente.

Desta maneira uma indústria francesa patenteou um recipiente de forma piramidal para conservar laticínios. Além disso, outras conhecidas formas encontram-se pesquisando as possibilidades energéticas das pirâmides, o que naturalmente será uma revolução na tecnologia fabril.

Mas o efeito piramidal não se restringe às experiências aqui descritas. SAbe-se que as frutas tornam-se mais saborosas sob o efeito da energia piramidal, e as flores conservam por longo tempo o frescor e suas cores reais.

O possuidor de uma réplica da pirâmide de Quéops se certificará pessoalmente dos seus poderes energéticos, pois é infinita sua força irradiante, sendo que vários técnicos já afirmaram que seu curioso campo magnético melhora as recepções de rádio e TV.

Ao efetuar a experiência com uma gilete, coloque a lâmina (depois de ter sido usada por várias vezes) ao nível do terço mais alto da pirâmide e com suas bordas voltadas para leste-oeste, deixando-a estacionar ali pelo menos uma semana consecutiva. O campo magnético mais intenso se localiza bem próximo ao ápice da pirâmide. Depois desse tempo a lâmina estará afiada, como se fosse nova! Após seu uso, deve ser recolocada imediatamente próximo ao cimo da pirâmide.

Depois de devidamente carregada, a lâmina permite que se a utilize diariamente durante dias ou anos. Karl Drbal afirma ter feito nada menos de 200 barbas com apenas uma lâmina, a qual era afiada diariamente por meio de uma pequena pirâmide.

Facas e tesouras sem fio também podem ser amoladas, mas devem permanecer no interior da pirâmide num período de quatro meses sem serem tocadas ou removidas, conforme preconizam os investigadores do fenômeno. As lâminas gilete têm sido eficientemente afiadas em uma diminuta pirâmide de 12 centímetros.

Logicamente, quando o objeto a ser magnetizado é de maiores proporções, a pirâmide terá de ser maior. Por exemplo, uma pirâmide para acomodar uma planta dentro de um vaso terá de ter pelo menos uns 40 centímetros de altura.

Para acomodar um galão de água, a ser energizada, a pirâmide deverá ter cerca de 1,20 m de altura. O tipo maior, utilizado para meditação e onde a pessoa fica sentada, ou deitada, tem 1,80m de altura.

Não é imprescindível uma base horizontal para a pirâmide. Nos tipos maiores contudo, às vezes é difícil estabilizar e mantê-los perfeitamente equilibrados. Notadamente quando são feitos de material leve, e neste caso é aconselhável uma base firme ou assoalho. Nos modelos fechados é exigida uma porta num dos seus lados, girando sobre dobradiças.

Caso a pirâmide seja montada sobre uma armação de madeira e coberta de plástico, será preciso passar uma estrutura de papelão de um lado a outro, à altura da porta, além de duas outras verticais de cada lado da porta e desde a plataforma de cima até a base, resultando uma formação adequada para entrada, a qual é coberta de plástico.

Há divergências nesse sentido, pois uma pirâmide aberta ou vazada, dispondo de apenas quatro hastes cilíndricas, ou quadradas, à guisa de armação, funciona perfeitamente bem. Neste caso as pirâmides de alumínio são as mais indicadas.

A fim de que não haja interferência elétrica, sempre será aconselhável colocar as pirâmides num cômodo livre de aparelhos de rádio, televisão ou instrumentos de eletroterapia, ou terão de ser desligados, caso existam na habitação.

Com efeito, seria ainda preferível colocá-las fora de casa e em aposentos distantes de quaisquer armações metálicas ou força elétrica. Mesmo assim, as pirâmides devem ser colocadas sobre um chão s´lido e se possível sobre um pedestal apropriado, para que não haja trepidação ou deslocamento.

É primordial e obrigatório o seu alinhamento norte-sul, sendo que essa direção deve ser efetuada por meio de uma agulha magnética. Os protótipos piramidais também podem ser alinhados na direção do norte verdadeiro, mas esse alinhamento não é correto num funciona em plena energia.

As pirâmides caseiras funcionam em uníssono com as forças cósmicas, quando norteadas pelo norte magnético, que é a posição geográfica onde se encontra a Grande Pirâmide de Quéops.

Cabe lembrar que em quase todos os casos, esta é a posição correta para o funcionamento de um protótipo piramidal, notadamente quando utilizado na meditação. Em outras ocasiões e nos casos do uso de um televisor no entanto, obteremos uma imagem excelente e limpa, quando uma pirâmide é colocada em suas cercanias.

Fonte: Os Segredos da Grande Pirâmide, João Medeiros, Editora Tecnoprint S.A, Rio de Janeiro-RJ, 1986, pp. 53-63.

compartilhar

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Anúncios

Uma resposta to “O Afiador de Lâminas de Barbear”

  1. Marcelo Lima said

    Como posso saber qual o lado correto da pirâmide para colocar no sentido norte sul se a base dela é quadrada?

    Resposta:

    Como você mesmo disse, a base é quadrada, então qualquer lado serve 🙂

    Abs
    Gilberto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: