Piramidal.net

Tudo o que você sempre quis saber sobre pirâmides.

  • Pirâmide de cobre C130

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de cobre C150

    Pirâmide de cobre C150

  • Pirâmide de alumínio A130

    Pirâmide de alumínio A130

  • Incenso japones aroma orvalho

    Incenso japones aroma orvalho

  • Incenso japones aroma jasmim

    Incenso japones aroma jasmim

  • Pirâmide de latão fechada

    Pirâmide de latão fechada

  • Fórum sobre jejum, alimentação prânica (viver de luz) e temas relacionados

Adeus ao Big Bang? Uma nova teoria põe em xeque a origem do Universo

Posted by luxcuritiba em agosto 15, 2016

piramidal.net | lojapiramidal.com

Uma nova teoria põe em xeque a origem do Universo

Simulações computacionais mostram que nosso universo não veio da explosão de um ponto, mas do rebote de um universo anterior.

Uma nova teoria está abalando o campo da física e poderá mudar tudo o que pensamos sobre a origem do Universo. Trata-se do Big Bounce, ou “Grande Rebote” ou ainda “Grande Salto”. A teoria sugere que o Cosmos teria sido gerado a partir do colapso gravitacional de um Cosmos muito mais antigo.

A teoria do Big Bang explica que a grande explosão de uma massa de matéria muito quente e densa deu origem a tudo o que conhecemos. Mas o problema reside no fato de que, embora as teses propostas por essa hipótese funcionem perfeitamente para entender o que aconteceu desde o momento da grande explosão até os nossos dias, ela também aceita que o Universo partiu de um estado onde nenhuma das leis físicas que utilizamos é aplicável.

Em vez disso, o modelo do Grande Rebote sugere que um Universo prévio entrou em colapso, dando origem ao que habitamos. Essa teoria também contempla a possibilidade de um Big Bang – não como início absoluto, mas como parte de um grande ciclo no qual um Universo antigo dá lugar a um novo.

Segundo o Big Bounce, o universo se expande e se contrai indefinidamente. O que temos hoje seria o resultado de um “salto” de uma expansão para a contração. No “rebote” desse vai e vem, nosso universo teria se formado.

Provas matemáticas

A teoria do Grande Rebote existe desde 1922, mas faltavam argumentos físicos e matemáticos para explica-la e coloca-la em teste. Agora, um novo estudo acaba de ser publicado na Physical Review Letters, no qual os pesquisadores Steffen Gielen e Neil Turok explicam como o Big Bounce teria ocorrido.

De acordo com os estudiosos, no início, todo o universo era uniforme e regido pelas mesmas leis. Atualmente, temos duas grandes vertentes na física: a Teoria da Relatividade de Einstein e a Teoria Quântica. A primeira consegue explicar o comportamento dos grandes corpos no universo, mas a Física Quântica explica o comportamento de partículas subatômicas.

O que os pesquisadores sugerem é que no princípio havia uma “simetria conforme” dos corpos, onde todo o universo era exatamente igual e uniforme, independente da escala – partículas, planetas, estrelas e galáxias. Assim, no início do universo, onde toda a matéria estava na forma de partículas e ainda não existiam as grandes estruturas atuais, a lei vigente era a física quântica.

A chamada cosmologia quântica de laços está acumulando argumentos a favor do Big Bounce. Quando cientistas fizeram simulações computacionais do universo descrito pelas equações da gravidade quântica, perceberam que o universo se tornava cada vez mais denso, se aproximando do momento do Big Bing. Isso já era esperado. Mas, em vez de desmoronar em um ponto de densidade infinita – a singularidade do Big Bang -, a simulação do cosmo rebateu e começou a se expandir de novo.

Se as equações estiverem corretas, nosso universo não veio da explosão de um ponto, mas do rebote de um universo anterior no processo de compressão: um Big Bounce.

Fonte: ABC Ciência

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Anúncios

3 Respostas to “Adeus ao Big Bang? Uma nova teoria põe em xeque a origem do Universo”

  1. Eduardo Schirmer Martins said

    Os indus já tinham uma tradição que retrata algo semelhante. É a dança de maia se não me engano, onde temos ciclos de contração e expansão.

  2. É Lógico que se usa ferramentas físicas… para trabalhar a física, moldar a física, adequar a física sólida e palpável ao próxima matéria física e palpável. até em que elas sejam úteis ao grande projeto. O criador usou sim uma espécie de detonador alternativo. quando o sólido estava unido em uma só massa. Até ai preparar a base está tudo certo, temos campo vales e relevos agora vamos usar a palavra faça-se e vamos ver no que vai dar… então faça-se a luz e luz se fez e viu deus que era bom e o abençoou. Logo Deus fez os Reinos: por ordem de criação Mineral. Vegetal e Animal. por fim disse Deus: Façamos o homem segundo a nossa imagem. Isso significa que o Big Bang, explosivo existiu sim, como preparo de base, mas o espírito vivo e mediador daquele desconhecido planeta denominado terra, foi logico e absolutamente motivado pelas palavra daquele que fez parar a explosão no meio do caminho se não fosse assim estaríamos explodindo em um contínuo cenário de poeiras aglomerada aguardando o próximo evento, assim o criador acalmou o universo e de acordo as concordâncias lógicas e aleatórias, o costume perfeito do universo seria o instinto em inconsciente mas correto andamento. A força de expressão sem dúvidas foi o que influenciou o mediador vital apenas quem preparou tal evento sabia que gado os verdejantes pastos o aguardavam. Se para Deus nada é impossível… então não existe impossível, Se tudo o que apresentar ao universo fica gravado eternamente nos olhos da existência… então significa que antes de ser criado, aquilo já existia. Existe um computador super eficiente no futuro tipo no ano 2.500, para a existência evidente este aparelho existe desde ontem basta passo a passo chegar no ano 2.500 par inaugurá-lo aquilo que a necessidade do prazer em criar e apresentar já nasceu junto com esta mesma intuição. O que É era e Será. E para a eternidade… O que será É e Era. Já existíamos no Céu… apenas viemos aprender sobre resistência adaptação concordância e considerações de que deve haver obediência com limite e respeito provavelmente iremos trabalhar já transformados em outra dimensão onde não se usa nada físico onde Elétrons Prótons e Nêutrons já não fazem mais parte deste éter universal onde os seres serão apenas como um holograma imaginário. onde a matéria sólida e palpável é fútil e sem sentido. onde o criador criou uma espécie sensível a alma mas não dúctil como as atuais do passado na filosofia das deduções do sistema terra de analisar. porem o universo opta em fugir da massa e viver em sublime ser onde atração e repelência não interfere na sagrada conclusão do divino projeto. para estarmos nesta dimensão deve isentar-se da vida sólida é preciso total transformação espiritual onde a morte, apenas o passaporte. e isso é preciso concordar e considerar em vida. Na natureza nada se perde nada se cria tudo se transforma assim disse Lavoisier.!.

  3. Gilberto Martins said

    Glória a Deus pelo rebote !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: