Piramidal.net

Tudo o que você sempre quis saber sobre pirâmides.

  • Pirâmide de cobre C130

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de cobre C150

    Pirâmide de cobre C150

  • Pirâmide de alumínio A130

    Pirâmide de alumínio A130

  • Incenso japones aroma orvalho

    Incenso japones aroma orvalho

  • Incenso japones aroma jasmim

    Incenso japones aroma jasmim

  • Pirâmide de latão fechada

    Pirâmide de latão fechada

  • Fórum sobre jejum, alimentação prânica (viver de luz) e temas relacionados

Porque usar uma pirâmide mista de cobre e alumínio

Posted by luxcuritiba em maio 27, 2016

piramidal.net | lojapiramidal.com

campo-magnetico-terrestre 2

compartilhar

Um dos poucos pontos que são unânimes entre a maioria dos pesquisadores e estudiosos das pirâmides é o fato de que, para uma pirâmide funcionar adequadamente ela precisa estar alinhada com o campo magnético terrestre, seja perfeitamente alinhado (pelo norte magnético, que é o que recomendamos, aquele apontado pela bússola) ou alinhado com declinação (pelo norte geográfico, também chamado de “norte verdadeiro”, que implica uma variação de alguns graus com relação ao norte magnético, variação esta que depende da localização geográfica em que se está).

Isto posto, fica claro que os efeitos observados dentro de uma pirâmide, como a mumificação de amostras orgânicas, estão, direta ou indiretamente, relacionados ao campo magnético terrestre, ou a sua interação com a estrutura piramidal, dando talvez origem a alguma outra força ou força de energia que ainda é desconhecida. Existem muitas teorias a respeito de como ou porque as pirâmides, quando bem utilizadas, apresentam os efeitos já tão bem conhecidos, e há muita controvérsia quanto à fundamentação teórica, praticamente para pesquisador ou estudioso tem sua própria teoria a este respeito, um afirma que a pirâmide canaliza energia cósmica, outro que canaliza energia telúrica, outro que concentra neutrinos (é o que afirma Gabriel Silva). O fato concreto e a que todos, ou ao menos a maioria dos pesquisadores concorda, é que a pirâmide deve estar alinhada com o campo magnético terrestre. Portanto, por uma questão de lógica, deduz-se que o funcionamento da pirâmide de alguma forma vinculado ao mesmo.

Como se pode observar no desenho acima, de forma bem simplificada, o campo magnético terrestre forma uma espécie de bolha eletromagnética, que entre outras coisas protege o planeta de muitas radiações emanadas pelo Sol, que seriam extremamente danosas para os organismos vivos sobre a superfície, bem como de radiações cósmicas vindas de fora do sistema solar, provenientes de fontes siderais diversas, como supernovas e buracos negros. Muitas vezes não nos damos conta disso, mas o ambiente espacial, fora da atmosfera terrestre e da bolha de proteção criada pelo campo magnético terrestre, é extremamente hostil à vida.

Embora no geral o campo magnético terrestre tenha uma forma aproximada de bolha, ou de toroide, ao nível da superfície este campo se distribui na forma de linhas magnéticas mais ou menos paralelas. Então podemos imaginar que as linhas do campo magnético  transpassam uma pirâmide mais ou menos como ilustrado na figura abaixo:

concentração energia piramide

Partindo-se desta ideia podemos supor que o campo magnético de alguma forma é defletido, ou direcionado, pela forma piramidal, particularmente pelas faces da pirâmide, de forma semelhante como ocorreria com um prisma de cristal, onde as ondas de luz são defletidas ao passar dos ambientes diferentes ar/cristal, e desviadas em determinado grau de angulação. Este seria o mecanismo básico e geral de funcionamento de uma pirâmide e de seu mecanismo que provê a concentração de energia no seu interior.

prisma 3

angulação

Deflexão das ondas de luz ao passagem por um prisma.

Considerando-se a possibilidade de deflexão das linhas do campo magnético terrestre pela forma piramidal, fica também fácil entender porque a famosa “Câmara do Rei”, o local tradicionalmente conhecido como ponto de maior concentração de força dentro de uma pirâmide, possui tal característica. Se analisado geometricamente o desenho de uma pirâmide, percebe-se que a dita posição é o exato Centro Gravitacional de uma forma piramidal, ou seja, é o ponto de perfeito equilíbrio da forma, da mesma forma que o centro de um círculo é o ponto de perfeito equilíbrio de uma circunferência. Como a Câmara do Rei é o centro da pirâmide, geometricamente, podemos supor que ali seja, também, o local onde todas as ondas, magnéticas ou de outra espécie, se concentram por deflexão ao transpassarem a forma piramidal.

Isto explicaria porque é importante que a pirâmide esteja alinhada com o campo magnético terrestre para funcionar bem, pois se ela não estiver corretamente alinhada, a deflexão das ondas ou linhas de força não ocorrerá de forma adequada e a energia será dispersada ao invés de ser concentrada no seu centro.

A Pirâmide Mista de Cobre e Alumínio

Partindo-se deste entendimento, fica claro que as arestas, ou as faces da pirâmide, são na verdade a parte mais importante da estrutura, pois são elas, que com sua devida angulação, provêm a deflexão necessária para que as forças sejam concentradas no interior da pirâmide. Se a angulação não estiver correta, ou o alinhamento da pirâmide não estiver correto, a deflexão não ocorrerá de forma adequada, com consequente perda na concentração de energia. A parte da base da pirâmide, portante, seria apenas uma parte útil da estrutura para manter as arestas e faces de pé e adequadamente inclinadas. De fato, há modelos de pirâmides comercializadas pela internet em que a estrutura é montada apenas com arestas formadas por tubos, e um ápice, sem a construção de uma base.

Como nunca fiz nenhuma experiência com pirâmides neste formato, e gosto de sempre ter fundamental prática e experimental para fazer minha afirmações, não posso dar nenhuma garantia que uma pirâmide formada apenas por arestas, sem base, irá realmente funcionar. Seria precisa montar uma pirâmide destas e fazer as tradicionais experiências de mumificação de amostas, para ter garantia de que tal pirâmide realmente funciona. Há quem faça medições radiestésicas com pêndulo, aurameter ou outra ferramente equivalente, porém considero que tais ferramentas, como são intrinsecamente dependentes da habilidade e experiências de seu operador para bem funcionar, costumam dar resultados subjetivos e não muito confiáveis. Assim, para ter uma comprovação prática confiável do bom funcionamento de uma pirâmide nada melhor do que fazer um experimento de mumificação de amostras orgânicas.

C50_800x600

Considerando-se porém, a teoria aqui exposta, é de se supor que uma pirâmide formada apenas por faces construídas em placas de algum material adequado, ou arestas, é o suficiente para que a estrutura concentre energia, não sendo necessários maiores cuidados com a parte da base. Vale lembrar que, das pirâmides fechadas normalmente comercializadas, todas são formadas apenas pelas faces laterais, não possuem uma face de base, a não ser as pirâmides que são maciças como as de cristal.

Portanto, a considerar estes pontos entende-se que o mais importante para uma pirâmide concentrar energia são arestas ou faces. Daí vem a ideia de construir uma pirâmide mista, onde as arestas são de cobre, para garantir uma máxima concentração de energia, e a base é feita de alumínio, pois esta é para funcional e não tem papel mais relevante no processo de deflexão e concentração de energia da pirâmide.

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: