Piramidal.net

Tudo o que você sempre quis saber sobre pirâmides.

  • Pirâmide de cobre C130

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de cobre C150

    Pirâmide de cobre C150

  • Pirâmide de alumínio A130

    Pirâmide de alumínio A130

  • Incenso japones aroma orvalho

    Incenso japones aroma orvalho

  • Incenso japones aroma jasmim

    Incenso japones aroma jasmim

  • Pirâmide de latão fechada

    Pirâmide de latão fechada

  • Fórum sobre jejum, alimentação prânica (viver de luz) e temas relacionados

Nosso universo pode ser uma grande Matrix, afirmam físicos japoneses

Posted by luxcuritiba em dezembro 20, 2013

banner

matrix-the-history-channel

19.12.2013 ]

O estudo feito por um grupo de físicos japoneses obteve provas contundentes. Segundo as experiências realizadas, tudo aquilo que podemos ver e tocar pode ser um gigantesco holograma, assim como no universo simulado do filme Matrix.

A demonstração foi feita com base na revolucionária teoria do físico Juan Maldacena. Em 1997, o argentino propôs um intrigante modelo do universo baseado em cordas mínimas, finas e vibrantes, responsáveis pelo efeito da gravidade que experimentamos na Terra. O modelo de cordas matemáticas propõe uma existência em dez dimensões, sendo a nossa realidade (humanos de carne e osso) formada por um holograma, enquanto a real ocorre em universo plano, mais simples e livre de força gravitacional.

A Teoria de Cordas de Maldacena não teve muita recepção nos meios acadêmicos, especialmente por propor uma conciliação entre a Física Quântica e a Teoria Geral da Gravidade de Einstein. Ou seja, a teoria de Maldacena permite a resolução de problemas em ambas as teorias. Entretanto, ainda não havia sido possível obter uma prova definitiva que validasse a teoria do físico argentino.

Recentemente, o professor Yoshifumi Hyakutake, da Universidade de Ibaraki no Japão, conseguiu aprofundar os estudos da Teoria de Maldacena e concluiu que o físico argentino pode ter razão. Por um lado, calculou com sucesso a energia interna de um buraco negro, sua entropia e outras propriedades, com base na Teoria de Cordas. Por outro, calculou a energia interna do universo correlativo em uma dimensão plana e sem gravidade. Para surpresa geral, ambos os resultados coincidiram completamente.

http://noticias.seuhistory.com
log_pir_47

.

Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interesantes como este.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: