Piramidal.net

Tudo o que você sempre quis saber sobre pirâmides.

  • Pirâmide de cobre C130

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de cobre C150

    Pirâmide de cobre C150

  • Pirâmide de alumínio A130

    Pirâmide de alumínio A130

  • Incenso japones aroma orvalho

    Incenso japones aroma orvalho

  • Incenso japones aroma jasmim

    Incenso japones aroma jasmim

  • Pirâmide de latão fechada

    Pirâmide de latão fechada

  • Fórum sobre jejum, alimentação prânica (viver de luz) e temas relacionados

Um caso de Teletransporte no Século XVI?

Posted by luxcuritiba em abril 30, 2013

banner

Dod tunnelGil Perez foi um soldado que viveu no século XVI e era membro da Guarda Civil Filipina. Ele trabalhou como guarda no palácio do Governador Geral em Manila, nas Filipinas. Sua vida era normal para um soldado daquela época. Ele fazia seus trabalhos normalmente durante seu plantão na guarda, mas nunca imaginou que um dia seria teletransportado para outro país.

Todos nós estamos familiarizados com teletransporte em filmes e séries de ficção científica e se essa tecnologia existisse hoje, nossas vidas ficariam muito mais fáceis…  isto é, se tivéssemos controle sobre a mesma.

Mas seria possível que o teletransporte existisse, mas fosse causado por outras forças ainda não totalmente compreendidas, forças essas que não poderíamos controlar? Isso é o que parece ter acontecido com Gil Perez.

Em 24 de outubro de 1593, Bil Perez estava fazendo sua ronda no palácio do governador em Manila. Na noite anterior, piratas chineses haviam assassinado o governador Gomez Perez Dasmarinas, e os guardas estavam alertas ao redor do palácio, esperando pelo novo governador apontado. Cansado, Gil Perez decidiu se encostar contra uma parede para relaxar por alguns instantes, mas quando ele abriu seus olhos ele estava em um lugar completamente diferente. Não sabendo como reagir, ele continuou sua guarda até que foi abordado por alguém que começou a lhe interrogar. Foi quando ele descobriu que estava em Cidade do México, na Plaza Mayor.

Vista-de-la-plaza-mayorQuando interrogado, Gil Perez contou sua história sobre o que havia ocorrido, bem como sobre a morte do governador do seu país. O assassinato ainda era desconhecido no México, pois naquela época as informações demoravam muito para cruzar os oceanos.

Gil estava usando seu uniforme da guarda e foi colocado na cadeia, pois pensavam que ele poderia ser um desertor, ou pior ainda, um ‘servidor do demônio’.

Após dois meses, um navio vindo das Filipinas atracou num porto do México trazendo a notícia de que o governador foi assassinado. Alguém da tripulação disse que conhecia Gil Perez e que a última vez que o tinha visto foi em 23 de outubro no palácio em Manilla.

As autoridades mexicanas decidiram libertar Gil Perez e enviá-lo para casa.

Como não há nenhum outro relato de materialização de Gil Perez após este incidente, presume-se que ele nunca se teletransportou novamente.

Se este fato foi verídico, teria ele realmente sido teletransportado, ou talvez até mesmo sido abduzido e deixado em outro país?

Nunca saberemos se isso realmente aconteceu, ou se é simplesmente uma lenda; mas fica aqui esta curiosidade para nossos leitores.

Fonte: Ovni Hoje

log_pir_47

.

 Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interesantes como este.

Anúncios

Uma resposta to “Um caso de Teletransporte no Século XVI?”

  1. Neste planeta só de nascermos aqui já é um milagre e uma magica divina tudo pode acontecer se somos energia e Luz qualquer fenômeno que acontecer desta natureza pode ser real na minha infância morava perto de varios centro espiritas e como eu adoro musicas desde a criança e principalmente sou um dos fundadores das escolas de samba de Presidente Prudente e adoro samba nos centros tocava as atabaques e eu por curiosidade ouvia eles tocando fui varias vezes assistir os rituais porque eram todos meus amigos e vizinhos presenciava a batida e neste meio via muitos fenômenos acontecendo ao mesmo tempo com as criaturas que ali estava e cada qual diferente e hoje eu vejo que neste mundo não se pode duvidar de nada que acontecer e nosso trabalho na musica era de valorização e promoção humana porque em minha familia todos trabalham com a arte da musica e do futebol e são professores principalmente meu pai e meus irmãos .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: