Piramidal.net

Tudo o que você sempre quis saber sobre pirâmides.

  • Pirâmide de cobre C130

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de cobre C150

    Pirâmide de cobre C150

  • Pirâmide de alumínio A130

    Pirâmide de alumínio A130

  • Incenso japones aroma orvalho

    Incenso japones aroma orvalho

  • Incenso japones aroma jasmim

    Incenso japones aroma jasmim

  • Pirâmide de latão fechada

    Pirâmide de latão fechada

  • Fórum sobre jejum, alimentação prânica (viver de luz) e temas relacionados

Pirâmide enterrada há mais de um século é ‘redescoberta’

Posted by luxcuritiba em novembro 11, 2008

banner

Após um ano e meio de escavações, monumento, que pertenceu ao rei Minkauhor, foi encontrado no Cairo.

EGITO – Uma pirâmide que estava enterrada durante mais de um século voltou a ver a luz graças ao trabalho de especialistas que apresentaram nesta quinta-feira, 5, o achado na necrópole de Saqqara, nos arredores do Cairo.

O secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades Egípcias (CSA), Zahi Hawass, explicou aos jornalistas os segredos do “redescobrimento” da pirâmide, pertencente ao rei Minkauhor (2430 a.C.- 2420 a.C), por parte dos arqueólogos egípcios.

Hawass apresentou como foi seu descobrimento da pirâmide, ainda que pouco depois, para surpresa dos jornalistas, esclareceu que na realidade o monumento foi achado pelo especialista alemão Karl Richard Lepsius (1810-1884), pai da egiptologia.

Questionado pelos presentes, Hawass afirmou que, após seu descobrimento original, a pirâmide “desapareceu” debaixo da areia e agora uma equipe a desenterrou depois de um ano e meio de escavações.

No entanto, quem for visitar o lugar não encontrará a típica estrutura piramidal de pedra que caracteriza estes monumentos, e sim um buraco escavado no solo com os restos “de uma câmara funerária (de uma pirâmide) e um caminho cerimonial empregado pelos sacerdotes de Anubis”, prosseguiu o egiptólogo.

“A câmara estava a uns 7, 6 metros abaixo da areia”, disse Hawas. Na câmara, que se encontra por completo ao ar livre, descansa a tampa do sarcófago onde esteve enterrado o rei.

Na câmara, que se encontra por completo ao ar livre, descansa a tampa do sarcófago onde esteve enterrado o faraó.

Junto aos vestígios da pirâmide, os vizinhos de três casas próximas observavam a apresentação.

Hawass apontou para as casas e advertiu que seus moradores seriam “logo levados a outro lugar do vale”, pois acredita-se que a entrada da pirâmide se encontra “abaixo desse povo.”

Os especialistas averiguaram que o monumento, conhecido como a pirâmide 29, pertencia a Minkauhor porque “o tamanho dos blocos de pedra, o material que está no sarcófago e o tamanho da tumba são típicos da dinastia V e o único faraó cuja pirâmide ainda não havia sido encontrada era ele.”

No entanto, ainda há muito mais a ser descoberto na zona arqueológica de Saqara, uma das maiores do Egito. “Ainda falta encontrarmos as pirâmides secundárias de Minkauhor”, disse Hawass. “Estou certo de que há muito mais abaixo da areia.”

http://www.estadao.com.br/vidae/not_vid184449,0.htm

log_pir_47

.

 Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interesantes como este.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: