Piramidal.net

Tudo o que você sempre quis saber sobre pirâmides.

  • Pirâmide de cobre C130

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de alumínio A150

    Pirâmide de alumínio A150

  • Pirâmide de cobre C150

    Pirâmide de cobre C150

  • Pirâmide de alumínio A130

    Pirâmide de alumínio A130

  • Incenso japones aroma orvalho

    Incenso japones aroma orvalho

  • Incenso japones aroma jasmim

    Incenso japones aroma jasmim

  • Pirâmide de latão fechada

    Pirâmide de latão fechada

  • Fórum sobre jejum, alimentação prânica (viver de luz) e temas relacionados

As primeiras pessoas morando em Marte poderão sofrer com um terrível jet lag

Posted by luxcuritiba em março 7, 2015

piramidal.net | lojapiramidal.com

As primeiras pessoas em Marte poderão sofrer com um terrível jet lag

Anoitecer em Marte.

compartilhar

Por Sarah Zhang

Um dia em Marte –ou um “sol”, redução de “solar day”– dura 24 horas e 40 minutos, quase a mesma coisa que um dia terrestre. Por isso, a NASA nunca pensou muito nesta questão. Mas esses 40 minutos por dia vão se somando, e cientistas do sono agora estão preocupados pois nossos ritmos circadianos terrestres podem ser uma grande dor de cabeça a mais para os primeiros seres humanos em Marte.

No The Atlantic, Tom Chmielewski escreveu uma matéria fascinante sobre o problema do jet lag — ou deveríamos chamar de “rocket lag?” — em Marte. Um seleto grupo de seres humanos já encontrou este problema: os controladores humanos da missão dos veículos de exploração de Marte. Eles têm que acordar e dormir de acordo com o tempo marciano, ficando 2,5 dias atrás do resto da Terra no final de 90 dias.

Mas quando enviarmos humanos a Marte, como é que os seus ritmos circadianos vão se ajustar (ou não) ao longo de meses, ou possivelmente anos? Chmielewski observa que uma pesquisa recente descobriu ritmos circadianos humanos são naturalmente uma média de 24 horas e seis minutos para as mulheres e 24 horas e 12 minutos para os homens, com alguma variação individual. 40 minutos são o suficiente para nos atrapalhar? Pesquisador do sono de Harvard, Charles Czeisler diz que as simulações de curto prazo em seu laboratório descobriram que seres humanos, de fato, têm problemas para se adaptar a um dia solar marciano.

Ainda mais interessante é o problema da luz. A luz azul nos acorda, e o sol brilhante da manhã na Terra tem uma abundância de comprimentos de onda azul. Em Marte, no entanto, o pôr do sol também é azul. Marte é um lugar inóspito para o corpo humano, até mesmo nestas formas sutis. Leia mais sobre os problemas do sono em Marte no The Atlantic.

http://gizmodo.uol.com.br

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: